Como usar o FGTS para comprar um imóvel?

O FGTS é um direito de todo trabalhador que não apenas o protege em situações adversas, mas também pode ser usado como um benefício. O maior deles é na aquisição do imóvel próprio, sendo oferecido como parte do pagamento e aliviando os custos para o cliente.

É claro que é preciso cumprir alguns pré-requisitos para ter acesso a essa facilidade, mas a grande maioria das pessoas se encaixa no perfil exigido. Além disso, as novas regras para usar o FGTS na compra da casa própria tornaram esse recurso ainda mais acessível para os brasileiros.

Quer saber como o FGTS pode te ajudar a conquistar o seu imóvel? Confira na matéria!

O que é o FGTS?

FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um benefício que oferece proteção financeira ao trabalhador sob algumas circunstâncias. Todo mês o empregador deposita um valor correspondente a 8% do salário do funcionário em uma conta da Caixa Econômica Federal vinculada ao contrato de trabalho.

O saldo acumulado pode ser resgatado pelo trabalhador em alguns casos, como em demissão sem justa causa, doença grave ou para conquistar sua casa própria. O valor pode ser utilizado na aquisição de imóveis residenciais novos ou usados de até R$ 1,5 milhão.

Quais são as opções para usar o FGTS na compra de um imóvel?

O FGTS é um recurso tão valioso na compra de imóveis porque a forma como ele é utilizado resolve o maior problema dos clientes: a entrada. O banco exige uma porcentagem do valor do imóvel – geralmente 30% – como garantia de compra para dar entrada no financiamento. Como são poucas as pessoas que possuem esse valor em mãos, o FGTS é a melhor saída.

O saldo acumulado do FGTS abate uma parte ou o total da entrada permitindo que muitos clientes consigam financiar o seu imóvel. Fique atento, porém, para as regras de utilização deste recurso. Você só pode dar FGTS de entrada uma vez e caso não tenha imóvel em seu nome, afinal esse benefício é um auxilio para aquisição do primeiro imóvel.

Há ainda outra forma de utilização do FGTS na compra do seu imóvel. É possível utilizar o valor para abater o saldo devedor, diminuindo o valor ou a quantidade das parcelas que ainda faltam para quitar o financiamento. Neste caso, você pode solicitar o abatimento a cada 02 anos e usufruir do benefício mais de uma vez.

Quem pode utilizar o FGTS para comprar um imóvel?

Obviamente existem alguns critérios para usar o FGTS na compra de imóveis. O principal deles é possuir pelo menos 03 anos de registro na Carteira de Trabalho. Não é necessário que esse tempo seja em apenas uma empresa ou cargo, é considerado o período total acumulado de todos os registros.

Caso o interesse seja utilizar o FGTS como entrada é exigido que o cliente não possua imóvel em seu nome nem tenha utilizado o benefício anteriormente. O cliente também não pode ter financiamento do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) ativo em seu nome.

Lembre-se ainda que o imóvel deve ser residencial e localizado em zona urbana. Imóveis comerciais, com fins de investimento ou rurais não se enquadram neste benefício. Por outro lado, é possível utilizar o FGTS tanto para imóveis novos quanto usados.

Quais são as vantagens de utilizar o FGTS no financiamento imobiliário?

Inúmeros! É graças a utilização do FGTS no financiamento de imóveis que a maioria das compras bem-sucedidas acontece. Principalmente pelo fator da entrada, já que é um valor indisponível para a maioria dos clientes. Quem não possui saldo ou outra fonte de poupança que possa suprir esse pagamento inicial acaba ficando sem imóvel.

Ao longo do financiamento o FGTS também é um suporte que facilita muito a quitação do imóvel. Primeiro pela redução do tempo de pagamento, já que os abatimentos acabando acelerando a quitação do saldo devedor. Financiar um imóvel em 30 anos pode parecer assustador, mas quem usa o FGTS raramente leva todo esse tempo para pagar.

Outra vantagem ainda é a redução de juros no financiamento. Uma facilidade que o banco oferece quando o cliente utiliza o FGTS para comprar seu imóvel. São melhores condições de pagamento com diminuição de encargos e facilidades na contratação do serviço.

 

Gostou da matéria? Deixe um comentário com a sua opinião, dúvida ou sugestão!

 

01. Consultores