O mercado imobiliário em 2020!

Em 2019 o comprador de imóveis deparou-se com uma avalanche de notícias positivas sobre o mercado imobiliário. Especialmente ao longo do segundo semestre, falou-se muito sobre as reduções de juros e altas de investimentos no setor.

Então, o que esperar do mercado imobiliário em 2020? Será que as boas notícias são passageiras ou o consumidor pode aguardar melhores condições de compra no longo prazo?

Continue lendo a matéria e descubra!

Menos juros, mais sonhos realizados

As quedas nos juros dos financiamentos imobiliários anunciadas no segundo semestre de 2019 devem se manter no próximo ano. A consequência é que até 28 milhões de famílias passam a ter acesso ao crédito imobiliário.

Taxas bancárias reduzidas incidem, também, em maior liberação de crédito. Dessa forma, famílias que antes não conseguiam uma aprovação de crédito agora podem ser contempladas. Além disso, os demais compradores podem conseguir financiar imóveis mais caros ou observar uma redução no valor da parcela.

Pode-se esperar, então, que 2020 seja um ano que conceda mais acesso ao financiamento imobiliário aquecendo as vendas. As taxas de desistência na compra também devem diminuir, pois o consumidor verá um mercado mais estável e seguro para investir. 

Mais opções para o consumidor

O aquecimento do mercado imobiliário já pode ser observado pela retomada da construção civil que já injetou mais de R$ 4 bilhões no setor ainda em 2019. Em 2020, o consumidor pode esperar pelos lançamentos que prometem agitar ainda mais o ramo.

Essa é uma ótima notícia, pois o comprador contará com muito mais opções de imóveis para a compra. Os projetos que estão em fase final devem oferecer condições facilitadas para esgotar de vez os estoques. 

Já os imóveis na planta tem valores reduzidos em relação aos demais e costumam oferecer entrada parcelada. Sendo assim, quem possui uma renda moderada e algum saldo de FGTS estará em condições de adquirir o seu novo lar em 2020.

Mais facilidade para todo mundo

Em 2019 os financiamentos que utilizam recursos da caderneta de poupança aumentou em 34% só até outubro. A consolidação dessa tendência para o próximo ano é uma boa notícia para classe média-alta e para os investidores de imóveis.

Isso porque a linha de crédito do SPBE, que utiliza os recursos desse fundo, tenderá a apresentar mais oportunidades de negócios para quem se encaixa no perfil. São eles pessoas que já possuem imóvel no nome, quem busca comprar um imóvel acima de R$ 500 mil e também os investidores.

Em resumo, não importa qual é o seu perfil. Em 2020 o mercado promete oferecer melhores condições de compra e investimento para todos que estão de olho no mercado de imóveis.

 

E aí? Já colocou a “casa nova” na lista de metas para 2020?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s